Orientações aos pais

Idade – 1 a 2 anos

1. Oferecer à criança um modelo de conversa fácil de imitar, mas de forma correta, sem imitar a fala “errada” da criança e sem falar no diminutivo, como por exemplo, “pezinho”, “bracinho”;

2. Falar  para a criança palavras novas e concretas referentes às suas vivências, pois mesmo que a criança não esteja produzindo, falando, já está assimilando;

3. Conversar com a criança utilizando frases curtas, devagar e com boa entonação, ou seja, com uma voz agradável;

4. Os pais devem completar as emissões das crianças: se ao quiser falar “bola” a criança falar “bó”, reforce dizendo “Isso, a bola!”. Além disso, não realize somente a nomeação dos objetos e pessoas, mas fale sobre eles, de forma natural.